quinta-feira, março 30, 2017

Guardo pra mim


                              

Depois do que fora dito, não houveram mais palavras e tão pouco justificativas para continuar naquele diálogo. O que foi dito, já estava dito. Engoli a seco cada palavra que ficou presa na garganta por dizer. Não que houvesse medo ou algo do gênero, só quis poupar o desgaste para a dor no peito ser o menor possível.
As lágrimas, ah essas eu não economizei. Elas acabaram rolando e deslizando pelo meu rosto, quase que automaticamente, e dizia para mim mesma que tudo bem, estou bem, vai passar. Suspirei e respirei fundo por diversas vezes, repetidamente. Pensando que assim pudesse ajudar a dissolver os fatos já dispostos e o nó em minha garganta prendendo todo e qualquer sentimento.
Então eu disse em voz alta para que ouvisse e para eu mesma me convencer que sim estava tudo bem, mesmo sem estar. Mesmo que dia, mesmo que machuque, vai ficar bem. Talvez seja adaptações passageiras para melhorias e que possa vir a dar certo, ou talvez seja realmente o princípio do fim. Já tinha lhe dito que não falaria mais quando algo me incomodasse, então me calei.

0 comentários:

Postar um comentário

♏uito obrigada por comentar, sua opinião é muito importante pra mim ♥'
Bjos, Ingrid.

OBS∴ TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS, E SÓ SERÃO PUBLICADOS APÓS A MINHA APROVAÇÃO. ;D