quarta-feira, outubro 07, 2015

Sem razão ou porquê, permaneço.






Era uma manhã de um lindo sábado ensolarado, depois de alguns meses de "férias" e de muita felicidade, ele fez suas malas e me deixou. Vai passar rápido - ele disse, mas no fundo eu sabia que esse rápido seria longo demais. Então ele se foi, se foi para não mais voltar. É como se libertássemos um pássaro de uma gaiola, e ele voou para conquistas maiores. Depois do tal dia de muita tristeza, o vi umas três vezes mais, sentimento permanecia imenso. Conversas por telefone a saudade sufocando em meu peito. Talvez não devesse ter deixado ir, talvez se o tivesse segurado firme em sua mão e suplicado.. Não, nada adiantaria. Tempo, o tempo parece pouco, pare lento. Mas ele corre, cada segundo é preciso. Dois dias, dois meses, anos e anos. Na verdade ainda não consigo explicar tal sentimento, a angústia que faz morada em meu peito. Mas ele ainda permanece aqui, quietinho. Sem nome, sem descrição, sem porquê. 
Como apagar marcas que o tempo não resolve? Como lhe tirar de meu peito e esquecer dos momentos vividos ou imaginados? E para nenhuma destas perguntas houveram respostas.. 



Quando você realmente ama alguém, não há distância ou quantidade de tempo pode rasgar você . Claro, pode ser mais fácil de seguir em frente, mas estar com qualquer outra pessoa seria apenas resolver . Os dias são solitários e as noites são piores , mas quando você tem um amor tão forte ... nunca deixe ir ir. Pode ser difícil , mas Deus sabe que vai valer a pena. 

Um comentário:

  1. Sempre o tempo respondendo toda e qualquer duvida, grande texto...

    ResponderExcluir

♏uito obrigada por comentar, sua opinião é muito importante pra mim ♥'
Bjos, Ingrid.

OBS∴ TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS, E SÓ SERÃO PUBLICADOS APÓS A MINHA APROVAÇÃO. ;D