sexta-feira, setembro 17, 2010

Alérgico




Me fere o barulho dos automóveis, perdi meu oxigênio e minha vontade. 
Enquanto avança a dor um quilômetro mais.. eu fico e você vai. 
Nesta noite de estrelas imóveis, seu coração é alérgico a mim
Respiro em um congelador e não sairei jamais.. 
Já não curarei sua solidão quando a cidade dorme. 
Não estarei para escutar suas histórias tolas. 
Não, porque você está com medo de sentir.. 
Porque és alérgico a sonhar.. e perdemos a cor.. 
Porque você é alérgico ao amor.. 
Eu estou andando nas tempestades, buscando um território neutro
Onde eu não te escute, onde eu aprenda a esquecer
Para não morrer e não viver assim, tão fora do lugar


Não vou cuidar dos seus passos
Não posso te defender de você mesmo..


4 comentários:

  1. Nossa que encanto esses teus versos!
    Sinto como se eles dançassem, muito belo, mesmo que um tanto quanto triste.
    Realmente, podemos fazer muito pelo ser amando, mas defende-lo de si mesmo, só cabe a ele.

    beijos&sucesso!

    ResponderExcluir
  2. Amiga adorei o txt, parabéns!

    Bjos mil=**

    ResponderExcluir
  3. Essa música é encantadora, e sei que no momento em que escreveste, ela "caiu como uma luva".
    Te amo

    ResponderExcluir
  4. Ingrid, esta música é encantadora, e sei que ela descreve o momento em que você se encontrava, uns bons meses atras.
    Te amo, estarei sempre contigo, amiga!

    ResponderExcluir

♏uito obrigada por comentar, sua opinião é muito importante pra mim ♥'
Bjos, Ingrid.

OBS∴ TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS, E SÓ SERÃO PUBLICADOS APÓS A MINHA APROVAÇÃO. ;D