sexta-feira, julho 09, 2010

O menino e a estrela do mar





Era uma vez, um escritor, que morava numa praia tranquila, junto a uma colónia de pescadores. Todas as manhãs ele passeava à beira-mar, para se inspirar, e de tarde ficava em casa, a escrever. Um dia, ao caminhar pela praia, ele viu um vulto que parecia dançar. Quando chegou perto, era um jovem a pegar nas estrelas-do-mar que estavam na areia, uma por uma, e a mandá-las novamente de volta ao oceano.
      - Por que é que tu estás a fazer isso? - perguntou o escritor.
      - Você não vê? - disse o jovem. - A maré está baixa e o Sol está a brilhar. Elas vão secar ao sol e morrer, se ficarem aqui na areia.
      - Meu jovem, existem milhares de quilómetros de praia por esse mundo fora e centenas de milhares de estrelas-do-mar, espalhadas pelas praias. Que diferença faz? Tu atiras umas poucas de volta ao oceano, a maioria vai perecer de qualquer forma... .
      O jovem pegou numa estrela na areia, atirou-a de volta ao oceano, olhou para o escritor e disse:
      - Para esta, eu fiz diferença.
      Naquela noite, o escritor não conseguiu dormir nem sequer conseguiu escrever. De manhãzinha, foi para a praia, reuniu-se ao jovem e juntos começaram a atirar  estrelas-do-mar de volta ao oceano..

Um comentário:

  1. Nossa!
    Que texto legal!

    Mas é isos mesmo... Se caa um fier a sua parte, o mundo ficará melhor! =)

    Isso não serve só para estrela-do-mar, mas pra muitas outras coisas também! Tais como o lixo que muitas pessoas insistem em tacar no chão...

    Beijos!

    ResponderExcluir

♏uito obrigada por comentar, sua opinião é muito importante pra mim ♥'
Bjos, Ingrid.

OBS∴ TODOS OS COMENTÁRIOS SÃO MODERADOS, E SÓ SERÃO PUBLICADOS APÓS A MINHA APROVAÇÃO. ;D